livros · resenha

Sarah J. Maas – Corte de Espinhos e Rosas

corte de espinhos e rosasTítulo original: A Court of Thorns and Roses| Corte de Espinhos e Rosas: #1 | Autor: Sarah J. Maas | Editora: Galera Record | Páginas: 434 | Ano: 2015 | ISBN: 9788501105875| Tradutor: Mariana Kohnert | Próximo Volume: “A COURT OF MIST AND FURY” | Trecho

Um dia os humanos foram escravizados pelos imortais feéricos o que os levou a travarem uma batalha até que ambos lados não tivessem condições de seguir. Dessa guerra originou-se um tratado onde os humanos e feéricos não conviveriam na mesma terra, assim aos humanos coube uma pequena porção de terras demarcada pela muralha que ergueu-se.

Quinhentos anos após o tratado Feyre, uma jovem humana, se vê obrigada a cumprir uma promessa que fez à mãe no leito de morte de cuidar de sua família, mas para isso ela adentra cada dia mais na floresta a fim de caçar, numa dessas caças Feyre mata um lobo, o que ela não sabe é que o lobo é um feérico transfigurado e ao matá-lo assinou um contrato sem volta de ir para as Terras Imortais.

— Precisamos de esperança, tanto quanto precisamos de pão e carne. Precisamos de esperança, ou não sobreviveremos.

A Galera Record me enviou esse exemplar no fim do mês passado e até então não havia lido nada de Sarah J. Maas, mas já havia ouvido falar do sucesso da série Trono de Vidro. Visto isso comecei a lê-lo de imediato e resumindo: mal posso esperar pelo segundo volume.

Sarah J. Maas retoma a clássica história de “A Bela e a Fera” com mais intensidade, enquanto Bela é uma jovem inexperiente e que se oferece de bom grado ao tomar o lugar de seu pai, Feyre é uma mulher guerreira que sustenta a falida família e planeja fugas de sua condenação, até que como Bela apaixonou-se por Fera, Feyre apaixona-se por Tamlin, o Grão Feérico, Sr. da Corte Primaveril.

— Porque eu iria querer que alguém segurasse minha mão até o fim, e um pouco depois disso. Isso é algo que todos merecem, humanos ou feéricos

Narrado em primeira pessoa do ponto de vista de Feyre, “Corte de Espinhos e Rosas” tem a história bem amarrada com personagens carismáticos e completos. A protagonista é forte, esperta e destemida, e vai além de impulsões joviais. Tamlin é a Fera perfeita em suas imperfeições, amaldiçoado a carregar uma máscara no rosto, apenas vê-se livre da mesma em sua forma bestial, muito além de um Grão Senhor é um guerreiro, deixando por tanto as funções de diplomacia para seu fiel amigo Lucien. Lucien é o ponto de fuga do trio e embora suas atitudes pareçam de imediato mesquinhas, sua história e personalidade são trabalhadas ao longo do livro. Quanto aos personagens de fundo é possível se afeiçoar a vários deles a ponto de preocupar-se com suas trajetórias.

A diagramação da edição brasileira é muito boa, com páginas amareladas, letras de bom tamanha e ilustrações simples e restritas apenas as transições dos capítulos, não poluindo as páginas, já a capa, embora muitos digam que tem uma ilustração inferior a da americana, me cativou de imediato, os tons combinam com o tema místico e a editora foi feliz ao inserir os ramos em cor preta e relevo.

– Porque sua alegria humana me fascina, o modo como vivencia as coisas em sua curta existência, tão selvagem e intensamente e tudo de uma vez, é… hipnotizante. Sou atraído por isso, mesmo quando sei que não deveria, mesmo quando tento não ser.

“Corte de espinhos e rosas” é de leitura simples e rápida e com um fim que abre um leque de possibilidades para o segundo volume, onde esperamos descobrir mais sobre a história do mundo e explorar mais paisagens tanto mortais quanto imortais.

4

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s